terça-feira, 24 de julho de 2012

Sobre o principal simbolo da Cabala


                                A Árvore da Vida é o glifo fundamental da Tradição Cabalista Ocidental e foi utilizada para meditação e trabalho de realização espiritual prático durante inúmeros anos e ainda o e para aqueles a quem encontra. Cabala é o que é recebido dos céus, não somos quem a encontramos, mas sim ela que nos encontra e produz em nós a transformação espiriritual como um milagre totalmente divino. Como está escrito que não somos nós que escolhemos a Luz Real mas sim ela é quem nos escolhe, somos escolhidos.

                                Muitos dos seus símbolos são arquetípicos, o que significa que têm sentido profundo para os homens de todas as raças e credos. Eles encarnam experiências humanas fundamentais como "masculinidade", "feminilidade", "maternidade", etc.
                               Centenas de estudiosos da cabala foram criados neste ocultismo e instruídos no seu uso prático, começam a viver, agir e a pensar dentro deste sistema. Trabalhamos com ele todos os dias, meditando sobre ele e interpretando a vida do ponto de vista da sua estrutura. Isso traz ordem à vida interior; os sonhos e o "psiquismo" aparecerão em função do simbolismo da Árvore e, ao alcançarmos o estágio adequado de preparação, o trabalho ritual se baseará nele.
                                Para que a Cabala se torne parte da nossa vida, seu uso deve ser completamente automático, se quisermos alcançar o seu pleno proveito. Por isso, é uma excelente idéia tomar notas e traçar diagramas em todas as oportunidade. Desse modo, o sistema se torna parte do nosso mundo interior.
                                A maioria dos estudiosos modernos não está muito interessada em pesquisa acadêmica por si mesma; quer algo que possa ser utilizado hoje. A Qabalah é um sistema vivo e se desenvolve com o uso, evoluindo, como devem evoluir todos sistemas de conhecimento destinados a sobreviver. Os elementos cabalísticos são frequentemente classificados dentro de quatro títulos:

  1) Cabala prática, que trata da magia cerimonial;
2) Cabala dogmática, que compreende a literatura e o sistema;
3) Cabala literal, que trata das letras e dos seus valores numéricos;
4) Cabala oral, que se ocupa com a atribuição dos símbolos às esferas da Árvore da Vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo ao nosso Blog.
Este comentario poderá virá uma postagem em um momento oportuno.

Postar um comentário